Aluno desrespeitou as regras internas da escola para travar a propagação da Covid-19.

Um aluno pertencente ao Agrupamento de Escolas Escultor Francisco dos Santos, em Rio de Mouro, Sintra, foi suspenso por um dia após ter partilhado uma sandes com grupo de colegas em plena pandemia.

A partilha de comida “numa altura em que todos estão informados de que isso coloca em perigo o bem-estar de todos” constitui um ato “muito grave” e, por isso, o jovem foi sancionado, refere a carta da sanção disciplinar que o aluno recebeu.

O jovem em questão já tinha sido avisado que não podia violar as regras por questões sanitárias e, no que toca à partilha do lanche, o entendimento da escola foi que se tratava de uma brincadeira entre os alunos. O mesmo aluno tinha como hábito ir ter com colegas da sua antiga turma, visto se tratar de um aluno repetente.

Apesar dos vários avisos, os jovens continuaram a não respeitar as regras impostas em período de pandemia e o caso culminou com a situação do lanche: “Eles estavam todos a beber do mesmo sumo, não estavam a matar a fome a ninguém. Estavam a partilhar o lanche, bebendo da mesma embalagem, comendo e mordiscando a mesma sandes, juntos sem máscaras”, revelou ao Obsevador um responsável por aquele estabelecimento de ensino.