Caso foi descoberto quando a menina revelou tudo à família e foram realizados exames – que confirmaram os abusos e o contágio da doença.

Os factos remotam para o ano de 2019, em Vila Nova de Gaia. O violador, distribuidor de carnes, abusou da própria filha de oito anos de idade três vezes no mesmo dia. O homem sabia que se encontrava infetado com gonorreia, doença sexualmente transmissível.

A criança vivia com alguns dos irmãos a cargo dos avós maternos depois de, 2015, a relação violenta e disfuncional dos pais da criança ter terminado. Desde aí, a criança passava apenas os fins-de-semana com o pai. O homem será julgado já este mês de março e está acusado de abuso sexual à própria filha.

De acordo com a acusação do Ministério Público, o primeiro abuso aconteceu numa viagem para casa dos avós. O homem levava a filha numa motorizada e ao passar por um pinhal deserto, parou e cometeu os abusos. Horas mais tarde, já quando estava em casa, deu banho à filha e voltou a abusar dela. À noite, quando a criança se encontrava deitada na cama com o irmão mais novo, o homem voltou a fazer o mesmo.

O caso de violação só foi descoberto quando a criança contou à família e foram realizados exames que confirmaram os abusos e contágio da doença. O homem encontra-se em prisão preventiva, como medida de coação, desde o passado verão.

DEIXE A SUA OPINIÃO