A emocionante mensagem de despedida do Comandante de Fafe

Termina hoje (sim hoje) mais uma difícil mas honrosa etapa desta longa caminhada…

Foi em 2011 que abracei a difícil e desafiante, mas também honrosa missão de exercer funções de Comando no Corpo de Bombeiros que me viu nascer e crescer. Conforme fiz questão de referir em vários momentos e por várias vezes, assumir tais funções de comando, principalmente de Comandante, não era, nem nunca foi, um sonho ou um objetivo de vida.

A partir do momento que assumi tais funções tentei continuar a fazer no e pelo Corpo de Bombeiros aquilo que sempre fiz ao longo da minha vivência naquela casa – Dar Sempre, mas Sempre, o melhor de mim, fazer o melhor que podia e o melhor que sabia. Cresci e aprendi muito com os Bombeiros ao longo destes anos, mas também investi ao nível da formação académica e profissional e apliquei-me dedicadamente e empenhadamente para estar mais capacitado, qualificado e preparado para desempenhar tais funções com maior rigor e profissionalismo. Foi, sem dúvida, uma experiência gratificante e honrosa!

Ao longo destes anos foi feito muito, mas muito (e bem feito), mas também ficou muito por fazer, principalmente porque não deixaram fazer. Sei e tenho a perfeita noção que também nem tudo foi bem feito e também cometi os meus erros, mas sempre fui e tive a humildade suficiente para os assumir, muitas das vezes para mudar de opinião e a forma de pensar, bem como ter a necessária capacidade de adaptação. Acima de tudo nunca deixei de dar a cara e de enfrentar os problemas com a mesma frontalidade de humildade. Nunca deixei de tomar decisões, muitas delas importantes, mas sempre com um único e exclusivo objetivo – Procurar o melhor para o Corpo de Bombeiros e para os Bombeiros e Bombeiras.

Cesso estas funções, exercidas de forma Voluntária e Desinteressada, de consciência completamente tranquila. Fazendo jus ao juramento que fiz: eu Cumpri com Lealdade, Zelo e Dedicação as funções que me foram confiadas, mas acima de tudo fui sempre, mas sempre leal ao Corpo de Bombeiros e aos grandes Homens e Mulheres que abraçam esta tão nobre causa, defendendo-os Sempre, mas Sempre, e com todos os meios possíveis e imaginários, correndo muitas das vezes grave risco e consequências para a minha vida pessoal e profissional.

Hoje, não me arrependo de nada, mas nada, daquilo que fiz em Vosso prol… mas também, e porque repetir isto nunca será demais, quero-vos agradecer do fundo do coração por toda a vossa dedicação, colaboração, empenho e ajuda ao longo destes anos – Saio de coração cheio! Muito, mas Muito Obrigado por Tudo! Continuem dedicados e empenhados e nunca se esqueçam que estão para servir um Grande Corpo de Bombeiros (nunca ninguém em particular) que por sua vez serve a nossa população que acredita e confia muito em cada uma de Vós! Eu, acreditem, sinto um enorme Orgulho e Apreço pela Vossa dedicação e abnegação.

Não posso deixar de agradecer em particular a duas pessoas que me acompanharam, principalmente nestes últimos e difíceis tempos, o Filipe e a Cristina. Foram os dois incensáveis na defesa dos interesses do Corpo de Bombeiros e dos seus Bombeiros, nunca olhando para os interesses pessoais nem para o seu próprio umbigo. É de pessoas com esta fibra e com esta dedicação desinteressada que casas como a nossa precisam. Muito Obrigado por tudo o que fizeram, mas acima de tudo muito obrigado por serem as incríveis pessoas que são!

É tempo de dar um descanso ao vício e ao bichinho chamado Bombeiros… Começa a partir de agora uma nova etapa em que vou aproveitar, sem a preocupação constante e persistente, para me dedicar aqueles e aquilo que ao longo destes anos também foram muito prejudicados com a minha ausência, as minhas preocupações, os meus problemas, etc, etc… É tempo para me dedicar ainda mais à minha família e aos amigos, mas também à não menos importante e também muito exigente atividade profissional.

A caminhada continua… e que novas etapas surjam!
Sejam Felizes a fazer aquilo que gostam…
Um grande e forte Abraço




Artigos relacionados