A carta aberta de uma portuguesa que arrasou o Governo

SENHOR PRESIDENTE, SENHOR PRIMEIRO MINISTRO, SENHORES DEPUTADOS E MEMBROS DO GOVERNO

O povo português está farto de vocês todos, TODOS! 

Os políticos todos encubados nas jotinhas, que nunca souberam o que era trabalho sério e honesto, programados desde cedo para saber a melhor forma de roubar sem ser notados e até ficar bem na fotografia.

Nunca tiveram que contar trocos no final de um mês, ou pensar onde ir buscar o pão para colocar na mesa. Não, isso é para aqueles a quem têm enganado, os tais de quem só precisam no dia das eleições.

Vocês são abomináveis, tenho vergonha de pertencer a um país que vos elege, a um país onde até se oferecem coisas em troca dos votos que vos mantêm na cadeira giratória do poder.

Tenho pena, no nosso país a única coisa constitucional é ROUBAR, todas as reivindicações são criticadas porque são inconstitucionais – e onde está o problema disso? As leis mudam-se facilmente neste país, não mudam? Claro, mas só quando alguém do poder precisa delas para proveito próprio,

Tenho vergonha de pertencer a um país que é o QUINTO mais corrupto do mundo, com um primeiro ministro e um financeiro que diz que está tudo bem.

NÃO ESTÁ BEM, o povo sabe os impostos que paga pelos bens de primeira necessidade, o povo sabe quem mente, o povo sabe distinguir os hipócritas que são vocês todos !!!

Porque o povo sabe as lutas de quem realmente deles cuida, e esses NÃO SÃO VOCÊS – são os BOMBEIROS que continuam sempre aí prontos para tudo, e com quem o povo realmente conta, são os ENFERMEIROS que fazem o melhor que podem num SNS decadente, são todos aqueles que dizem PRESENTE e dão a mão quando o povo mais precisa, mesmo num trabalho mal pago e onde a vida se arrisca todos os dias.

A HIPOCRISIA é tanta que os políticos vão aos locais dar palmadinhas e prometer melhorias, quando deviam fazer um buraco para todos se meterem lá, ou cobrir a cara de m*rda como se diz na minha terra.

Sim SENHOR PRESIDENTE, porque Pedrógão continua a arder, porque os alentejanos continuam sem estrada, porque há gente que morre a cuidar dos outros – e o Senhor não os protege, o Senhor apenas finge que está muito preocupado.

E aqueles abraços e selfies não servem para nada – na verdade só servem para pactuar com a hipocrisia de um Estado que não cuida dos seus cidadãos.

O Senhor tenta que o povo não faça muitas ondas, o povo tem de manter a calma apesar das injustiças – e o Senhor é o arauto da PAZ PODRE que se vive num país de LADRÕES.

LAMENTO que façam do vosso povo tão burro durante tanto tempo, e que sejam capazes, na véspera das eleições, de se lembrar que afinal existe esse mesmo povo, e vão lá dar um rebuçado que se torna bem amargo poucos dias depois – e isto é assim desde Abril de 1974.

Para o bem de todos nós, espero e tenho fé que o POVO ACORDE e finalmente vos ponha a todos no local que merecem e onde deveriam estar há muito tempo, políticos, banqueiros, nós sabemos quem são!!!!

As eleições estão aí, e tenho fé que será um povo bem esclarecido aquele que se irá apresentar nas urnas.

Um povo que, finalmente, dê um BASTA a todos os políticos que vivem à custa de nós todos, um povo que exija transparência, um povo que exija respeito por todos os que precisam, um povo que levante o peito e o orgulho bem alto, e que finalmente se dê conta do seu real valor, e faça cumprir o que merecemos há muito.

Porque somos portugueses, porque temos que ter orgulho, porque somos valentes, porque não precisamos mais de quem nem sabe que existimos!!!

Divulgue esta carta, se concorda com o que foi dito.




Artigos relacionados